Vinho aguado ou azeitona?

Comecei a ler há pouquíssimo tempo o livro “O Tao do Jeet Kune Do” do Bruce Lee. Falem o que quiser, Bruce Lee conseguiu definir bem sua filosofia através de uma arte corporal completa que, mesmo diferente em muitos aspectos do kung fu ortodoxo, ainda enriquece a arte a seu modo.
Periodicamente, trarei trechos do livro que eu ache relevante para nós, praticantes de kung fu. O primeiro é perfeito para aqueles que buscam resultado rápido antes de compreender os movimentos, pessoas que escolhem arte marcial pelos movimentos fáceis, não pelos valores difíceis.

Cuidados com as técnicas físicas

Algumas artes marciais são muito populares e agradam multidões porque parecem boas e possuem técnicas fáceis. Mas tenha cuidado. Elas são como o vinho aguado. Um vinho diluído não é o verdadeiro, não é bom, não é o artigo genuíno.
Algumas artes marciais não parecem ser tão boas, mas você sabe que elas têm um efeito estimulante, um sabor picante, um gosto genuíno. São como azeitonas. O gosto pode ser forte e agridoce. O sabor dura. Você cultiva o gosto por elas. Ninguém jamais desenvolveu gosto por vinho diluído.


Anúncios

Uma resposta em “Vinho aguado ou azeitona?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s